Segundo Encontro de Secretários de Meio Ambiente, Turismo e Serviços Urbanos é marcado por criação do Portal turístico e visita ao Parque Caverna do Peruaçu

O Codanorte promoveu na última semana o 2° Encontro de Secretários de Meio Ambiente, Turismo e Serviços Urbanos. O evento foi marcado por muita troca de experiências, com destaque para a criação do Portal turístico “Visite o Norte de Minas”, além da visita interativa ao Parque Caverna do Peruaçu.

O nome do Portal foi escolhido por votação pelos secretários municipais e vai reunir curiosidades, e todas as informações sobre os 64 municípios consorciados. “O Norte de Minas é rico e precisa de órgãos que potencializem e evidenciem essa particularidade que a região tem. No portal, vamos reunir tudo que um turista precisa saber para visitar cada cidade. Vamos listar os principais pontos de cada município, onde visitar, quais os hotéis disponíveis, a fundação e um pouco da história de cada um”, explicou o secretário executivo do Codanorte, Enilson Francisco.

O primeiro dia de evento também contou com rodas de conversa e palestras. Os secretários municipais se reuniram no Espaço OAB de Januária. A programação debateu os seguintes temas: “Cultura, turismo e criatividade como indutores do desenvolvimento local sustentável”, “Consórcio com objetivo de planejar, estruturar e promover o turismo regional a partir de potencialidades existentes”, “O papel do Licenciamento ambiental no desenvolvimento Regional” e, por último, “Educação ambiental como ferramenta do desenvolvimento Regional”.

Já no segundo dia, o evento teve como palco o Parque do Peruaçu, em Januária. O local foi escolhido justamente por representar a magnitude das belezas naturais da região. Muita gente já descobriu os parques nacionais brasileiros como uma excelente opção para ter contato com a natureza. Minas Gerais é um estado rico em belezas naturais e dispõe de um repleto leque de parques com trilhas, cachoeiras, grutas, cavernas, flora e fauna incríveis. As cavernas do Peruaçu são exemplos desses cenários cinematográficos e especiais.

Lá também está a Perna da Bailarina, maior estalactite do mundo, com 28m. Se comparado, é quase do tamanho do Cristo Redentor (RJ), que tem 38m.

Débora Takaki, bióloga da Prefeitura de Januária, ressaltou a importância desses momentos para o desenvolvimento regional. “Um evento para todos os municípios trocarem seus desafios, suas ideias, construindo programas e propostas. Que venha a terceira edição, para que a gente possa avançar nessa pauta tão importante que é o turismo meio ambiente e serviços urbanos”, disse.

Comece seu cadastro agora!

Pular para o conteúdo