Diretoria e prefeitos consorciados ao Codanorte participam do Lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Gestão e Revitalização do Rio São Francisco

A diretoria e prefeitos consorciados ao Codanorte participaram na manhã desta quarta-feira (13) do Lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Gestão e Revitalização do Rio São Francisco, na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

A frente vai atuar na unificação de forças para ações de revitalização e conservação da bacia do Rio São Francisco. “O Velho Chico, como carinhosamente é chamado por nós, gera energia, produz riquezas, mata a sede e sacia a fome. Nós, prefeitos e diretorias de entidades municipalistas estamos juntos nessa luta em prol da vida desse rio que é essencial para a sobrevivência dos municípios banhados por ele”, destacou o presidente do Codanorte e prefeito de Francisco Dumont, Eduardo Rabelo.

Conhecido como Rio da Integração Nacional, o São Francisco é um dos mais importantes cursos d’água do Brasil e da América do Sul. Ele passa por 5 estados: Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas; e abrange 521 municípios. Tem aproximadamente 641 mil km² de extensão e ocupa 8% do território nacional. Contribui para o abastecimento de água nas regiões Nordeste e Sudeste. Representa desenvolvimento econômico, social, cultural das áreas que abrange. Possibilita com suas águas a fruticultura que abastece o mercado interno e externo, agricultura, pecuária, a produção, os cultivos que garantem a sobrevivência das comunidades ribeirinhas. O rio ainda assegura o funcionamento de 6 usinas hidrelétricas existentes em seu curso.

“O rio São Francisco está doente e precisa de tratamento urgente, para que continue levando vida e desenvolvimento por onde passa. É necessário implantar ações de preservação e uso racional de seus recursos, projetos para o aumento da vazão e a melhoria da qualidade da água. É preciso ações de combate ao desmatamento desordenado, programas de saneamento básico que ponham fim à poluição e esgotamento sanitário, criação de áreas de conservação e de corredores ecológicos, compensação financeira pela utilização dos recursos hídricos para fins de geração de energia elétrica”, enfatizou o deputado Paulo Guedes, autor da emenda de criação da frente.

O Velho Chico é patrimônio natural, e revitalizar o “Rio da Integração Nacional” é um projeto grandioso, que pode levar décadas, mas que para o bem de todo o povo brasileiro, precisa ser feito. Minas Gerais precisa reviver essa proposta de resgatar o rio São Francisco. A implantação dessa frente parlamentar solidifica ações como a reivindicação de recursos para retomada da hidrovia, melhoria dos portos, investimentos no turismo e efetivação de políticas públicas para as comunidades ribeirinhas.

Além do presidente do Codanorte, Eduardo Rabelo, também representaram o Consórcio o secretário executivo, Enilson Francisco, e a prefeita de Itacarambi e diretora administrativa operacional do Codanorte, Nívia Maria Oliveira.

Comece seu cadastro agora!

Pular para o conteúdo